24 janeiro 2012

O meu Picasso, finamente...

Depois de muito tempo e trabalho, o quadro que me propus a fazer aqui finalmente está terminado! Não ficou nenhuma obra de arte, mas diverti-me a fazê-lo.







19 janeiro 2012

Anna Emilia

Que lufada de ar fresco. Por momentos esqueci o stress e a escuridão que vai no mundo. Fui transportada para um mundo mágico, para a infância, onde tudo é belo e simples.....







pinturas by Anna Emilia








01 janeiro 2012

Estou a ler...


      

Sinopse

António Lobo Antunes, implacável, dá-nos a conhecer uma família e os que em seu torno gravitam, num retrato árido e cruel, que leva o leitor, pelo menos, a repensar as relações entre os homens num Portugal prestes a entrar no século XX.
Uma Lisboa marginal, decadende, que acolhe um pequeno universo com personagens que giram em torno da sua própria solidão e isolamento.
Um pai ingénuo que acredita que Gardel não morreu naquele acidente aéreo, e uma tia obstinada dirigem-se a um hospital para velar um jovem heroínomano em estado de coma.




É a primeira vez que estou a ler um livro de António Lobo Antunes, é uma escrita totalmente diferente. Alterna passado com presente, diálogos com pensamentos. O narrador muda em diferentes capítulos: conhecermos as personagens pelo seu "eu" é a melhor forma de as entendermos e compreendermos os seus sentimentos. Cada personagem leva-nos pela sua história, pelos seus pensamentos e receios.
Uma escrita muito diferente, de génio!

Esta obra foi adaptada para cinema num filme realizado pela sueca Solveig Nordlund, filme este que abriu o festival Douro Film Harvest (DFH), que decorreu entre os dias 5 e  11 de Setembro, em Lijó, Pinhão, Favaios e Vidago.



Trailer